Olá, hoje vim falar de um assunto que acredito que vai de encontro com a vida de muitas pessoas e talvez seja o principal motivo que te impede de chegar aos seus objetivos.

Vim falar sobre Crenças limitantes. Você sabe o que é isso?

Crenças limitantes são pensamentos negativos que tomamos como verdade na nossa vida.

Esses pensamentos fazem com que duvidemos da nossa própria capacidade ou nos fazem olhar a vida de forma dura, o que nos impedem ou dificultam a nossa caminhada rumo aos objetivos. Em outras palavras são empecilho que existem somente na nossa cabeça.

 

Por exemplo:

“ Isso é difícil demais pra mim”   “Não consigo”   “Nunca vou aprender”    “ Não sou bom o suficiente”    “ Se eu fizer isso vão rir de mim”   “Nem vou tentar”   “Nunca vou conseguir” 

 “ Sou velho/novo demais pra isso” “Não sou inteligente suficiente”   “Não é possível ser feliz no trabalho, todo lugar é assim “   “Não levo jeito pra isso”    “Não Sou capaz”

“Não faço nada direito” “sou indisciplinado” “ Nada vai mudar”

 

Identificou-se com alguma dessas frases? Esses modelos de pensamento estão presentes em nossas vidas, mesmo de forma inconsciente.

São esses tipos de pensamentos sabotadores que acabam nos paralisando. Acabamos nos tornando tão convictos que as coisas vão dar errado em algum momento, que acabamos desistindo de fazer as coisas que queremos, muitas vezes sem ao menos tentar.

Outra reação comum é quando estamos prestes a dar aquele passo importante rumo ao nosso objetivo, e logo vem aquela sensação de desconforto e ansiedade junto com um monte de incertezas.

Esses pensamentos aparecem de maneira que acaba atrapalhando toda sua tentativa de realizar algo, te levando a dar desculpas pra não prosseguir, nos mantendo estagnados na zona de conforto.

Ai você acaba desistindo no caminho, tudo por causa dos “fantasmas” das crenças limitantes. E a frustração inevitavelmente vem como consequência.

 

 

Como as crenças limitantes surgem

 

 

Em toda nossa vida desde criança tudo o que ouvimos, vemos, sentimos e absorvemos se tornam referências que moldam nossos modelos mentais.

Esses modelos são formados a partir do nosso contato com outras pessoas e também das nossas próprias experiências pessoais, todas essas experiências e sensações criam a visão de mundo que temos, seja de forma positiva ou negativa, mesmo que no momento não esteja consciente disso.

E isso é absolutamente normal, importante e necessário para aprendermos coisas novas, nos desenvolver como pessoas e nos ajudar na tomada de decisões.

Porém esses pensamentos nem sempre apresentam a realidade, é ai que nascem as crenças limitantes.

 

Como as crenças limitantes agem

 

Imagine essa situação:

Você esta passando na rua e vê uma pessoa conhecida que não vê há um tempo, você pensa em cumprimentar, mas aquela voz interior já entra em ação…  “ Ela nem deve se lembrar de mim, já passou tanto tempo” ” se eu falar e ela me deixar no vácuo vou passar vergonha” “ melhor passar direto, vou fingir que não vi”.

 

Já passou por algo semelhante?

 

Pensando nessa situação hipotética.

Talvez em algum momento da vida isso realmente tenha acontecido, e nosso cérebro registra essa sensação ruim como uma forma de nos proteger das frustrações.

Toda vez que uma situação parecida acontece é acionado o gatilho mental nos fazendo agir de maneira a não sair da nossa zona de conforto. Podemos dizer que elas são uma espécie de desculpa que impomos a nós mesmos para termos uma aparente segurança.

Mas isso não significa que porque deu errado uma vez que sempre vai ser assim, não é?

Esses modelos mentais influência em tudo nas nossas vidas, e estão em vários contextos diferentes do nosso dia a dia.

Acontece que se esses modelos mentais estão paralisando você, é necessário fazer algo a respeito.

Quem não se arrisca um pouco dificilmente conseguirá fazer e viver coisas diferentes.

Afinal nossa vida é dirigida pelos nossos pensamentos.

 

 

Principais Causas das Crenças Limitantes

 

 

Medo

O medo é um dos sentimentos mais limitantes que existem.

Quantas oportunidades deixamos passar por ficarmos com medo de falhar ao fazer algo novo.

 

Situações como:

  • Pedir uma oportunidade na área que gostaríamos de trabalhar na nossa empresa.
  • Falar com outras pessoas e tentar fazer novas amizades.
  • Colocar em ação aquele projeto que a tempos você queria fazer.

 

Tantas coisas boas podem acontecer, mas enfrentar o medo do incerto é preciso para dar chance de viver coisas maravilhosas.

O Desconhecido assusta mesmo, é normal, o importante é sempre lembrar ninguém nasce sabendo, erros, e frustrações fazem parte da vida, tanto quanto acertos e realizações, tudo é parte do processo.

 

 

Meio social

Nosso meio social, família, amigos, pessoas que estão ao nosso redor tem um grande poder de influencia em nossas vidas

E por isso estão também entre os principais causadores de crenças limitantes, pois normalmente as pessoas próximas são pessoas que consideramos suas opiniões e crenças.

É ótimo quando essas pessoas em nosso circulo social são portadoras de boas notícias e otimismo, mas na realidade a gente sabe que não é sempre assim.

Pode acontecer de uma tia deixar todos em alerta ao falar sobre as tragédias que viu no jornal  e você acabar absorvendo isso como uma verdade absoluta, e acabar ficando com medo de sair de casa porque colocou na cabeça que alguma desgraça poderá acontecer pelo fato de sair.

 

 

Desculpa

Sabe aquela desculpa esfarrapada que você usa para não fazer algo? Pois é, também se trata de outro tipo de crença limitante.

Talvez você possa dizer que quer levar uma vida saudável, porém toda vez que deveria fazer alguma atividade física você diz que esta cansada, que não tem dinheiro pra ir para uma academia por isso você não se exercita ou que o dia foi cheio e não tem tempo para aquilo.

Mas no fundo você sabe que o real motivo é aquela preguiçinha de se movimentar.

A nossa cabeça faz isso em muitas situações, e é a maior causa da procrastinação, é preciso prestar atenção quando algo deve ser feito e nossa mente vem com várias desculpas pra nos convencer a não fazer.

 

 

Sociedade

A própria sociedade mostra alguns padrões que podem gerar crenças limitantes. Trata-se daquilo que ouvimos e vemos nas grandes mídias.

 

Como por exemplo:

A Industria da beleza mostram parâmetros quase Inalcançáveis, estimulando pensamentos negativos sobre si mesmo.

 

Ou as redes sociais que são grandes vitrines de vidas perfeitas. E ao cair no erro da comparação acreditamos que a grama do vizinho é sempre mais verde.

Podemos encontrar muitas inspirações e usar isso ao nosso favor.

O problema esta em acreditar em tudo que parece perfeito, como verdade absoluta. Existe hoje muita tecnologia pra criar fotos perfeitas, vídeos perfeitos, e a realidade não é sempre assim.

É importante ter em mente que essas coisas que enxergamos é apenas um pedaço de um todo.

E cada um tem seu jeito, sua vida, sua história, seus problemas e suas conquistas. .

Padrões mostrados pela sociedade não deve ser levado ao pé da letra, e sim servir como uma inspiração, já que cada um é único.

 

 

Crenças pessoais

Nossas próprias experiências pessoais acabam criando crenças limitantes que nos causam bloqueio.

O fato de ter ido mal na matéria de inglês na escola pode ter criado a idéia de nunca conseguir aprender outro idioma .

 

 

Lógica equivocada

É quando alguém pensa que porque uma vez algo deu errado, é sinal que sempre vai acontecer isso, não importa o que seja feito de maneira diferente.

Você pode tentar colocar  uma ideia de negócio em ação, mas não surgir os efeitos que você gostaria e isso pode acabar te dando a ideia que vai dar errado todas as vezes.

Esse tipo de pensamento limitante que acaba desanimando muitas pessoas que estão tentando por em práticas seus projetos, mas acabam desanimando com as dificuldades encontradas.

Já pensou quantas coisas legais que temos hoje não existiria se as pessoas que as criaram desistissem ao dar ouvido para pensamentos pessimistas?

 

 

Como superar as crenças limitantes?

 

 

1° Identifique seus pensamentos Sabotadores.

O primeiro passo é identificar esses pensamentos. Quando você precisa fazer algo, mas acaba se sentindo paralisada, o que te vem a cabeça?

Esteja atenda a essas situações e analise quais tipos de pensamentos e sentimentos você tem quando precisa fazer alguma coisa importante em relação ao seu objetivo.

Seja sincera consigo mesma e pense no real motivo que te impede de prosseguir.

 

2 ° Conteste essa idéia.

Depois de identificar essas crenças dentro de si, reconheça que é apenas um pensamento. Analise, Tente entender como isso se tornou uma “verdade” pra você.

Faça a si mesma esses questionamentos:

Essa crença tem algum fundamento? Desde quando penso assim? Quais fatos comprovam essa idéia? Será que este tipo de pensamento não esta mais me atrapalhando do que ajudando?

Fazer essas perguntas para si mesma vai te ajudar a enxergar que os maiores empecilhos são criados pela sua própria mente, e não se trata de  um fato concreto.

 

Se esbalde de coisas positivas

Muito do que é construído em nossa mente como foi dito antes, está muito relacionado com as experiências que temos, e as pessoas que ouvimos.

Se você se cerca por pessoas que só reclamam o tempo todo. Enche sua cabeça das notícias de tragédias, busca ficar por dentro das as ultimas polemicas na internet. E coisas parecidas.

Não tem como construir bons pensamentos se tudo que você se cerca te diz que a vida é difícil. E que todo mundo não presta.

Procure estar com pessoas otimistas, amigos que tenham idéias pra te inspirar, veja conteúdos que te motive, que te deixe feliz.

Isso vai fazer total diferença de como você vai pensar sobre a vida, sobre outras pessoas, e sobre você mesma. Pode ter certeza.

 

 

Minha Experiência Pessoal

 

Sei por experiência própria como é frustrante você querer tanto algo e ter tanto medo de fazer, pensando nos piores cenários possíveis.

Foi assim quando pensei em largar meu emprego formal e começar algo novo, expor minhas ideias na internet falando sobre produtividade e desenvolvimento pessoal como um novo trabalho.

Por ser tímida demais, pensei se era realmente algo pra mim. Vários pensamentos pessimistas venho na minha cabeça.

Será que estou preparada? E se as pessoas não gostarem? E se não der certo?…

Por causa disso esse projeto ficou parado por muito tempo, e quando iniciei era em ritmo muito lento. Por acreditar  que eu não estava preparada o suficiente e pensar demais  no  que as outras pessoas poderiam achar.

Mas eu não conseguia identificar que se tratavam apenas de barreiras que só existiam na minha própria mente, esses pensamentos vinham sorrateiros. E olha que meu marido tentava me convencer disso, mas e a dificuldade de enxergar?

Como consequência eu sempre tive uma desculpa na ponta da língua pra não terminar o que tinha começado, quando na verdade o real motivo era medo das críticas, mesmo que tudo ao meu redor tivesse favorável para eu prosseguir com minhas ideias.

Quando cansei das frustrações, cansei de assistir os outros fazerem coisas que eu queria fazer,  fui procurar entender o porque sempre parava meus projetos por mais que aquilo me fizesse feliz, por mais que a idéia e a motivação fosse boa, ai que aprendi que se tratava de crenças limitantes.

Fui buscando entender os porquês daqueles medos e como isso estava me atrapalhando. A partir dai iniciei o processo de “limpeza“ dos pensamentos negativos que eu mesma tinha criado. Para abrir espaço pra novas ideias, e substituí-las por crenças positivas.

Sei que o que estou fazendo é bom.

Sei que vai ajudar muitas pessoas que estão passaram pelas mesmas dificuldades que eu já passei.

O que estou fazendo tem valor.

Amo fazer isso.

São minhas ideias, é quem eu sou, e vou passar adiante, tudo bem se nem todos concordarem, as pessoas são diferentes, e está tudo bem. Cada um tem sua opinião.

Ser racional para reorganizar meus pensamentos por algo positivo fez toda a diferença.

Foi quebrando uma barreira por vez. Ainda está.

Más claro que isso é um exercício diário, enquanto estamos vivendo estamos aprendendo, e enquanto aprendemos formamos ideias sobre as coisas.

Superar nossa própria maneira de pensar quando se trata de pensamentos limitantes é uma tarefa pra vida.

Não é todo dia que vamos acordar com o animo lá encima, entender e respeitar isso é importante.

Mas não devemos aceitar que qualquer sentimento ruim sobre nós mesmos seja imposto como um estilo de vida.

 

 

Conclusão

Mudar  uma crença limitante não acontece da noite pro dia. Esse processo exige tempo e dedicação.

Porém, devemos lembrar sempre que é algo necessário para crescermos.

 

Entenda que do mesmo modo que esse modelo mental negativo se estabeleceu na sua mente é possível substituir por pensamentos positivos.

Se você for racional perceberá que muitas barreiras que existem elas não são de fato reais.

Nossa cabecinha é profissional em nos sabotar.

Não permita que pensamentos enganosos te faça desistir das coisas que são importantes pra você.

 

 

Espero que esse post tenha feito você refletir e perceber que muitos dos seus empecilhos são criados pela nossa própria mente, não existe fato concreto, e podem ser superadas. Espero que essa informação  te ajude a chegar onde deseja.

Só pelo fato de você esta aqui, buscando esse assunto já mostra que você é alguém de muito valor. Um grande abraço e até o próximo conteúdo.

 

 

E ae curtiu?

Aproveite e se inscreva no blog pra ficar por dentro de todas as novidades do Ela Produtiva, grande beijo e até o próximo post ;D



 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *